domingo, 5 de abril de 2015

Literatura russa como uma equipe de professores da língua

Literatura da Rússia parece universidade. Cada bom autor russo tem a sua maneira de escrever, tem seus pontos fortes que podem ajudar a melhorar o seu conhecimento do idioma. Então vale a pena tentar ler livros no original considerando cada escritor como mais um professor de russo!

  • Para começar a falar russo recombine as palavras que você já aprendeu, construa as suas próprias frases. E na literatura o escritor Andrei Platonov fez isso mesmo com a linguagem russa: ele sabia combinar as palavras como ninguém antes dele. Usando vocabulário comum e até pobre, ele conseguiu construir grande fábrica de frases simples, mas geniais. Leia livros do Platonov no original e você vai ver o que é arte de lidar com as palavras russas.
  • Você estuda russo há pouco tempo mas já tem vontade de ler livros sérios? Então fique longe de obras, escritas por Dostoiévskii ou Tolstoi: esses mestres acumulavam frases infinitas nos seus romances sem vergonha. Para você é cedo falar assim, é ou não é? Abra contos do Tchekhov ou “Poemas em prosa” do Ivan Turguênev onde você vai encontrar frases mais lacônicas. Leia também livros do Isaac Babel e do Serguei Dovlatov.
  • Você é aluno teimoso e se sente melhor construindo frases longas? Sem sombra de dúvida, as obras famosas do Dostoiévskii ou Tolstoi explicam como falar dos seus sentimentos usando nuances da língua russa. Mas o pioneiro neste campo era Nikolai Karamzin que utilizou a sintaxe francesa na linguagem literária russa e também enriqueceu o idioma russo por muitas palavras. Leia “Pobre Liza” desse escritor sentimentalista e descubra quem era “menina e moça” russa.
  • Você quer falar russo fluentemente? Leia obras do Gaitó Gazdanov: esse escritor russo da origem osseta conseguiu expressar o lado viajante de seu heroi que viajou de lembrança a lembrança, de associação a associação, de imagem a imagem, livremente, sem esforços. Mas a primeira pessoa que conseguiu escrever as frases mais vivas na história da nossa língua era arcipreste Avvakum Petróv, um velho crente do século XVII, que falou de si como se fosse nosso contemporâneo. Leia obras de autores assim, fale cada vez mais livremente mesmo, e quem sabe, talvez um belo dia o seu caminho de andarilho nas terras da língua russa vai virar a trajetória de um cosmonauta!
  • Gosta de rir de tudo e pretende também brincar em russo? Leia obras de Nikolai Gogol, Mikhail Saltikóv-Chtchedrin, Mikhail Zóchtchenko, Iliá Ilf e Evguénii Petróv, Vladímir Voinovitch — e nem só os seus compatriotas, mas também os russos vão rir das suas brincadeiras.
  • Os fatos de bilinguismo sabem motivar as pessoas, viu? Você é descendente de polacos e também ama a língua russa? As obras do Iuri Olecha, escritor russo cujo idioma nativo era polonês, vão inspirar você a dedicar mais horas à aprendizagem de russo. Saiba mais sobre Vladímir Nabokov que conseguiu escrever as obras literárias em inglês assim como em russo e sobre Tchinguiz Aitmatov que também era autor bilíngue (quirguiz / russo).
  • Você adora variação linguística? Mikhail Chólokhov no livro “O Don tranquilo” ensina você a falar como cossacos do rio Don, usando muitas palavras que só falam lá. Contos do Pavel Bajóv são como curso de léxico dos montes Urais, os livros do Vassílii Chukchin vão “falar” com você como falam moradores de Altai entre si.
  • Quer falar russo sobre a Rússia e ser autêntico nisso? Ivan Búnin, Serguei Iessênin, Nikolai Rubtsóv, Mikhail Príchvin conseguiram descrever a natureza russa assim como bétulas da Rússia se descreveriam se soubessem falar. E Alexandr Ostróvskii, Nikolai Leskóv, Maxim Górkii afirmaram as coisas exatas sobre a nossa vida em geral e em detalhes.
  • Quer escrever poesia em russo? Alexandr Púchkin não era único autor que conseguiu escrever em russo perfeitamente e ser clássico nisso. Arsênii Tarkóvskii, Bella Akhmadulina, Olég Tchukhontsev, Serguei Chestakóv também são poetas russos clássicos, mas eles são mais contemporâneos que “o nosso tudo” (= Púchkin). Porém, as obras perfeitas não ensinam como ser poeta russo, porque cada imitação delas sem base da vida russa real só será percebida como imitação. É a literatura antiga russa que ensina a notar detalhes em natureza (“Palavra sobre regimento de Ígor”, século XII) e aprender a ser poeta então.
  • Claro que nem só os escritores podem ajudar na sua aprendizagem da língua. Você ama história e também estuda russo? Leia no original os discursos do Vassílii Óssipovitch Kliutchévskii que sabia construir os textos assim muito bem.


Veja mais livros em russo aqui.